DIREITOS |Riham Yakoub assassinada em Bassora

SF | 23-08-2020 | O Libération noticia o assassinato dos líderes da oposição iraniana em Bassora | Transcrição e tradução de excerto SF

Feminista destacada da sociedade civil iraquiana, Riham Yakoub, 33 anos, médica nutricionista, foi morta a tiro na noite de quarta-feira no centro de Bassora por dois indivíduos armados que circulavam em motocicletas.

A sua morte provocou um grande choque entre os jovens contestatários iraquianos e não só. De fato, a ativista e defensora dos direitos das mulheres, bem conhecida das estruturas dirigentes ocidentais, é a última vítima de uma série de assassinatos dirigidos nos últimos dez dias contra líderes dos protestos na segunda cidade do Iraque.

Na quinta-feira de manhã, os representantes dos Estados Unidos, França e União Europeia condenaram os assassinatos dirigidos “aos jovens e às forças vivas do Iraque”, de acordo com o comunicado de imprensa da Embaixada da França em Bagdá, que lançou um apelo no sentido da “identificação e depois do julgamento dos culpados”.

Transcrição e tradução de excerto SF | Foto Libé