CANÇÃO DE PROTESTO E EXÍLIO | O canto nosso de cada dia |2|

SJ | O canto nosso de cada dia | Hoje dia 19 de setembro 2020 | Waldemar Bastos | Velha Xica | seleção e orientação por Mário Alves.

VELHA XICA

Waldemar Bastos

Antigamente a velha Xica
Vendia cola e gengibre
E lá pela tarde
Ela lavava a roupa do patrão importante
E nós os miúdos
Lá da escola, perguntávamos
A vovó Xica
Qual era a razão daquela pobreza
Daquele nosso sofrimento                                                                                                                 
Não fala política, não fala política
Mas a velha Xica, embrulhada nos pensamentos
Ela sabia, mas não dizia
A razão daquele sofrimento
Xê, menino, não fala política
Não fala política, não fala política

E o tempo passou
E a velha Xica só mais velha ficou
Ela somente fez uma cubata
Com teto de zinco
Com teto de zinco
Xê, menino, não fala política
Não fala política, não fala política

Mas quem vê agora
O rosto daquela senhora
Daquela senhora
Já não vê as rugas do sofrimento
Do sofrimento
Ela agora só diz
Xê menino, posso morrer
Posso morrer
Xê menino posso morrer
Já vi Angola
Independente