CANÇÃO DE PROTESTO E EXÍLIO | E por cá, depois de abril, tudo começou assim

SF | 27-09-2020 | DOSSIÊ Canção de protesto e exílio | Para encerrar o périplo que nos levou nestes últimos dez dias aos 4 cantos do mundo propomos neste caso com o Jorge Massada que foi quem recuperou nas memórias de maio 1974 este evento que deve ser considerado O PRIMEIRO de uma dinâmica coletiva que a Canção de Protesto levou a todo o país com concertos a favor da liberdade e de um Portugal mais justo e mais solidário.

Palácio de Cristal, em 6 de maio de 1974.

Organizado pelo Círculo de Cultura Teatral em duas sessões, uma à tarde e outra à noite, esse espectáculo, chamado I Encontro Livre da Canção Popular», abriu com «Grândola, vila morena».

Cantaram, por esta ordem, Luís Cília, José Mário Branco, José Afonso, Fausto, Adriano Correia de Oliveira, Francisco Fanhais, Manuel Freire, Samuel, José Jorge Letria, Aristides e Vitorino.

Apenas áudio.