MEMÓRIAS | Pai de Michel Fugain prendeu colaboracionista Éclache

Sem Fronteiras| 9 de outubro 2020 | Noticias de Grenoble | Conferência | No dia 5 de Outubro 2020 a Associação dos Amigos do Museu da Resistência e da Deportação organizou uma conferência com Séverine Germain sobre Guy Éclache.

por Manuel Branco

Muita gente e muita participação da assistência. Uma senhora ao testemunhar dos horrores sofridos pela família infringidos por Guy Éclache perdeu-se em lágrimas e não foi capaz de continuar.
A memória e o testemunho são uma ferramenta cada vez mais necessária para as novas gerações nesta Europa onde a ideologia da extrema-direita renasce e com pés de veludo na noite calada vai avançando, procurando apoios entre os descontentes, os menos esclarecidos, lançando ideias para os aglutinar no ódio, na revolta contra a democracia.

A Europa e o mundo já deram esmolas para essa procissão…..e dessas venturas já chega!

Quem foi Guy Éclache?

Guy Éclache foi um francês cobarde, ladrão, torcionário, nazi, que colaborou com os alemães durante a ocupação nazi em Grenoble.
Foi criando grupos de jovens e em 1941 aderiu a uma milícia de Vichy. Em 1944 criou na cidade histórica região Rhône-Alpes o grupo de jovens fascisto/ nazis denominado Jovens da Nova Europa. Estes grupos armados, serviram-lhe sistematicamente de ganha pão dado que os alemães pagavam bem os traidores.

Foi membro da Waffen SS em Grenoble e, ao seu serviço, pilhou casas de judeus depois de os prender e de os entregar aos alemães. Muitos deles acabaram em campos de concentração. A sua milícia nazi andou à caça dos resistentes franceses locais, prendeu alguns que foram parar a campos de concentração e participou activamente no assassínio de outros como foi o caso do resistente Paul Vallier.

No seu activo foram recenseados pelo menos 77 casos de pilhagens, assassínios, prisões e denúncias. 

Com o desembarque dos aliados e vendo que a libertação de Grenoble estava próxima, no dia 21 de Agosto de 1944, com os seus comparsas armas na mão, pilhou o Banco de França em Grenoble (144 milhões de francos). No dia 23 fugiu para Italia para tentar alcançar a Alemanha.

Inimigo público nº 1

Após a libertação de Grenoble, Guy Éclache foi considerado o inimigo publico numero 1 na região deu Grenoble (Isère). O resistente Pierre FUGAIN decidiu procura-lo em Italia. O pai do actual cantor Michel Fugain conseguiu encontrá-lo no convento de Bussolengo, prendeu-o entregou-o à justiça no dia 22 de Junho de 1945. Guy Éclache foi julgado nos dias 27 e 28 de Setembro 1945 e foi condenado à morte no dia 20 de Outubro 1945.

Convite para a participação na Conferência

© fotos Manuel Branco