AGENDA | Nazaré tanto é primeiro como é quarto

SEM FRONTEIRAS | 12 de novembro 2020 | ENCONTROS IMAGINÁRIOS | A Barraca

É já no próximo dia 23 de novembro que se realizam uns Encontros Imaginários de resistência. A Barraca não pode ficar imobilizada pela pandemia, Nós divulgámos um cartaz duplo com um objetivo simples: se não puder ir por razões justificadas, envie o segundo cartaz a um amigo e diga-lhe que a Barraca espera por ele.

Rui Nery, Manuel Marcelino e Luís Nazaré acompanham Helder Costa.

Debates entre personagens marcantes da HISTÓRIA UNIVERSAL

PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL

Brasil I

Pedro Álvares Cabral (Belmonte, 1467 ou 1468 – Santarém, c. 1520) foi um fidalgo, comandante militar, navegador e explorador português, creditado como o descobridor do Brasil. Realizou a primeira exploração significativa da costa nordeste da América do Sul, reivindicando-a para Portugal. Foi nomeado para chefiar uma expedição à Índia em 1500, seguindo a rota recém-inaugurada por Vasco da Gama, contornando a África. A sua frota  afastou-se bastante da costa africana,  e descobriram as terras  que mais tarde constituiriam o Brasil. Interpretação do musicólogo Rui Nery

Brasil II

D. João VI (Lisboa, 13 de maio de 1767 — Lisboa, 10 de março de 1826), cognominado O Clemente, foi rei do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves de 1816 a 1822 (quando da independência do Brasil – que redundou na extinção do Reino Unido até então existente). Obrigado a fugir de Portugal quando as tropas napoleônicas invadiram o país, no Brasil enfrentou revoltas liberais. Provou-se que morreu envenenado. Deixou uma marca duradoura no Brasil, sendo considerado por muitos pesquisadores o verdadeiro mentor do moderno Estado brasileiro.  Interpretação do gestor Manuel Marcelino

Brasil III

Pedro I do Brasil e Pedro IV de Portugal (Queluz, 12 de outubro de 1798 – Queluz, 24 de setembro de 1834), apelidado de “o Libertador” e “o Rei Soldado”, foi o primeiro Imperador do Brasil como Pedro I de 1822 até sua abdicação em 1831, e também Rei de Portugal e Algarvescomo Pedro IV entre março e maio de 1826.A eclosão da Revolução Liberal do Porto, em 1820, forçou a volta de João VI para Portugal em abril do ano seguinte, ficando Pedro II no Brasil como seu regente. Declarou a Independência do Brasil em 7 de setembro de 1822. Mais tarde,  D. Miguel, irmão mais novo de Pedro, era aclamado como Rei de Portugal pelas cortes. D. Pedro partiu para a Europa, iniciando uma guerra civil contra o seu irmão  que venceu derrotando o Absolutismo e transformando – se em D. PedroIV. Interpretação do gestor Luís Nazaré

Devido à lotação reduzida e a obrigatoriedade de lugares marcados na sala, para cumprimento das regras de distanciamento físico, os bilhetes devem ser levantados até às 21h00.

em cumprimento da legislação em vigor, obrigatório o uso de máscara

Foto © A Barraca

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*