AGENDA | O mundo inteiro está a ver

SEM FRONTEIRAS | 2 de dezembro 2020 | Cultura | Cinema

A guerra do Vietnam, os movimentos sociais nos EUA, a justiça ao serviço da conspiração e da repressão, as forças policiais e a sua brutalidade, o motim de Chicago e o julgamento nos seus detalhes técnicos, políticos e humanos são vários os ingredientes que justificam esta nota do Carlos Neves sobre o filme “Os 7 de Chicago”.

por Carlos Neves

FILME – Os 7 de Chicago

Os 7 de Chicago (The Trial of the Chicago 7) ,  um filme de 2020, dirigido por Aaron Sorkin, baseado no caso real do julgamento dos sete de Chicago, um grupo de ativistas e manifestantes acusado pelo governo dos Estados Unidos de conspiração e incitação a revolta  durante seus protestos contra-culturais e contra a Guerra do Vietnam durante a Convenção Nacional Democrata de 1968, em Chicago, Illinois.

Devido à grande cobertura da imprensa, os protestos de Chicago tiveram o slogan de “o mundo inteiro está a ver”. 

A instabilidade social, os tumultos saíram do controle, a carga policial fez centenas de prisões e várias vítimas, havia necessidade de acusar um grupo, bode expiatório para assumir as responsabilidades num julgamento político, manipulado que entrou para a história do país. 

Uma mensagem para os norte-americanos mas também para o resto do mundo, que tantas vezes assiste passivamente à degradação dos valores e das instituições.

Mais informação sobre os acontecimentos

Carlos Neves, ex-Exilado, Vice-Presidente da AEP61-74

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*