LIVROS 2020 |Sinais de Vida. Cartas da Guerra. 1961-1974

SEM FRONTEIRAS | 21 de dezembro 2020 | Livros de dezembro 2020 | Livro recomendado por Sónia Ferreira

Título: “Sinais de Vida. Cartas da Guerra. 1961-1974”

Autor: Joana Pontes

Joana Pontes

Resumo

Um retrato da Guerra Colonial a partir da correspondência trocada entre militares e seus familiares e amigos. Um retrato íntimo e pessoal do conflito bélico, “as histórias dentro da História” que nos dão acesso privilegiado à dimensão quotidiana, pessoal, emocional e privada dos que a viveram.

Palavras-chave

Guerra – Portugal – Estado Novo – epistolário

Desenvolvimento do tema

Através de 4400 cartas e aerogramas, Joana Pontes revela-nos nesta obra publicada em 2019, a dimensão privada e emocional do conflito bélico que marcou a história portuguesa na segunda metade do século XX e sobre o qual, ainda hoje, tanto há para saber, para contar e para estudar.  

Chegando a atingir dez toneladas por dia, vinte e uma mil no total, estas remessas carregavam consigo “as histórias dentro da História” que nos dão acesso privilegiado à dimensão quotidiana, pessoal, emocional e privada dos que a viveram. Logo na badana lateral encontramos relatos que remetem para sentimentos e situações ambivalente, as saudades de casa – “como a vossa falta me faz passar horas amargas” – a adesão – “entramos com o pé direito, pois matámos quatro turras e três dos quais foram mortos pelo meu grupo” – ou a sua crítica – “batemo-nos em três frentes, contra povos que há séculos subjugamos e mantemos na mais estrita miséria”.

Como acentua Joana Pontes, nos anos 60 Portugal tem uma das populações mais jovens da Europa, mas também uma taxa de analfabetismo de 40%, no entanto a necessidade de contar impera, seja pela própria mão, seja pela dos outros que ajudam na escrita e na leitura das missivas. E assim, nenhum outro acontecimento da história portuguesa até ao final do séc. XX teve um tão extenso registo escrito. O que justifica e caracteriza esta bulimia epistolar? Como designa a autora esta vontade irreprimível de contar que marca o fluxo inédito entre as Colónias e a Metrópole. É isso que vos convido a descobrir.

Esta obra é de leitura imprescindível hoje, tanto pelos que participaram na Guerra como pelos que a rejeitaram, situação não necessariamente excludente, e por todos os que a vivem como memória familiar, frequentemente dolorosa e traumática. O conflito colonial português não é apenas um debate historiográfico, ele é também assunto do dia. A sociedade pós-colonial que hoje somos, fruto do desmoronar de um império que ainda hoje persiste e se afirma em ideologias racistas, em património edificado e em lampejos anacrónicos de grandeza tem de ser pensada e construída em relação directa com esta memória. Este livro é um contributo fundamental para esse processo.

Forma de adquirir o livro

https://tintadachina.pt/produto/sinais-de-vida/

Recomendado por

Sonia Ferreira | Investigadora

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*