PR3 | Presidenciais à esquerda

Um debate necessário para reforçar a própria esquerda no combate à extrema-direita

SEM FRONTEIRAS | 27 de dezembro 2020 |PR3

Com o debate sobre as Presidenciais a surgir no espaço público de forma mais intensa, quisemos no SEM FRONTEIRAS dar um contributo num processo que se desenvolve naturalmente em cenários mediáticos pré-instituídos e que integra um quadro de referências quer ideológico, quer político, quer ainda partidário que é próprio dos acontecimentos eleitorais.

Uma coisa é certa, nada que tenha a ver com o funcionamento das instituições democráticas deve ser colocado em segundo plano. A batalha pela democracia e pela liberdade no período salazarista e marcelista teve como primeira meta a realização de eleições livres, objetivo que o 25 de Abril cumpriu devolvendo a cidadania básica a milhões de portugueses.

Participar neste processo torna-se um imperativo. Não o fazer de forma “partidária” torna-se uma exigência de seriedade face ao compromisso maior que nos move: combater de forma unitária a extrema-direita e criar condições para que todas as formas de memórias vivas relacionadas com o combate à guerra colonial, com o combate antifascista, com o combate pela paz, com as ações em favor dos direitos humanos e com as iniciativas de apoio a refugiados, a exilados e imigrantes sem direitos reforcem a luta contra as ditaduras e e em favor da justiça social.

ORGANIZAR O DEBATE

  • Presidenciais à esquerda com 3 protagonistas
  • Ana Gomes | João Ferreira | Marisa Matias
  • Votamos à esquerda – VE3

OBJETIVOS GERAIS

Reforçar na sociedade portuguesa uma corrente ativa de combate à extrema-direita.

Identificar e sistematizar as políticas presidenciais, atendendo às suas funções e aos poderes como órgão de soberania, que podem constituir uma base de atuação apropriada, num quadro democrático, ao combate à ascensão da extrema-direita.na sociedade portuguesa.

A ideia- força é:

  • Valorizar o voto à esquerda por ser útil e referência fundamental no combate à extrema-direita;
  • Ouvir e debater as diversas opiniões e propostas neste campo;
  • Ter expetativas que o combate à extrema-direita se torne um ponto de convergência nesta área e que os debates favoreçam essa corrente unitária contra a extrema-direita.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Publicar posições, opiniões e argumentos que incentivem e enriqueçam o debate
  • Promover debates online
  • Informar das agendas dos candidatos VE3
  • Fazer propostas aos candidatos para tomadas de posição conjuntas ou em associação de intenções, quando tal se justificar.

A organização do debate poderá ter 4 fases:

  • 1ª divulgar, dar a conhecer, as posições institucionais dos candidatos;
  • 2ª definir as questões críticas fundamentais que justificarão a publicação de textos e opiniões em regime de contraditório com a participação dos leitores e colaboradores;
  • 3ª Ouvir e publicar as opiniões dos candidatos;
  • 4º Fazer uma síntese do debate antes do ato eleitoral.

No ponto dois a ideia é incentivar o debate livre e até polémico procurando que a liberdade de expressão de opiniões seja a regra, estabelecendo no entanto regras editoriais que passam pelo limite de caracteres com espaços 6000 e pela autorização de edição concedida ao Sem Fronteiras (que se compromete a não interferir nos conteúdos).

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*